O site Pressão Alta é um portal de conteúdo de saúde e bem estar.

estresse pressão alta

Por que o estresse e a ansiedade são fatores de risco para a pressão alta?

Estar em uma situação perigosa (ou estressante) pode fazer com que o corpo desencadeie uma reação chamada “luta ou fuga”. Quando isso acontece, há mais hormônios liberados, como adrenalina e cortisol, que têm o efeito de elevar a pressão arterial – o que é perigoso para os hipertensos. O objetivo do estresse é bombear mais sangue para os músculos para que você possa reagir rapidamente às ameaças: continue em frente ou corra para se proteger. Quando existem inúmeros riscos, esse mecanismo é vital para a sobrevivência de nossa espécie.

O problema é que hoje nossas criaturas reagem às lutas familiares ou às repreensões do chefe de maneira semelhante à maneira como ele se prepara para enfrentar um tigre dente-de-sabre. Trabalhar, cuidar da casa, pegar as crianças na escola e ficar horas no trânsito: aumentam a tensão facilmente e se torna rotina. 

Atualmente, 70% dos trabalhadores brasileiros dizem que estão estressados. Quando estressado, o indivíduo tender a manter a pressão alta e isso é prejudicial. Portanto, qualquer atitude que vá contra esse estado neurótico pode indiretamente evitar ataques cardíacos, derrames e outras doenças cardiovasculares.

Vamos falar um pouco sobre as atitudes que você pode tomar para evitar estes quadros de estresse e ansiedade e assim, afastar a pressão alta

Continue a leitura conosco.

Pressão alta emocional: entenda do que se trata

É um fato que o estresse aumenta a pressão arterial. Você já deve saber sobre as reações químicas que ocorrem no corpo e na mente devido a essa pressão alta em situações perigosas.

A pressão alta causada por estresse é mais comum do que podemos imaginar. Às vezes, sentimos que estamos “explodindo” devido a um milhão de sentimentos e pensamentos presos. Quando inibimos essas reações químicas e não as liberamos, o estresse acumulado terá um efeito negativo, um deles é a hipertensão.

O que fazer para baixar a pressão alta emocional?

O controle emocional é a base da solução de problemas. Ansiedade, depressão e muitas outras doenças mentais também podem aumentar o estresse. Doenças mentais, como estresse emocional ou crônico, precisam ser tratadas adequadamente por especialistas.

A psicologia é uma aliada importante neste trabalho, pois ajuda a desenvolver estratégias para minimizar os gatilhos e permite que os pacientes aprendam a eliminar grandes acúmulos emocionais. E, claro, a psicologia deve ser o braço direito da observação do cardiologista para manter o controle físico atualizado.

Listamos para você alguns hábitos que você poderá adotar para evitar que a pressão alta causada por estresse seja algo recorrente na sua vida. 

Veja:

Relaxe!

Reserve um tempo para você durante o seu dia e faça coisas que o deixem verdadeiramente feliz e em paz. Vale a pena assistir seriados, ouvir música, se dedicar a um livro, etc.

Procure ser mais otimista

Procure analisar sua situação com uma visão otimista, destacando os aspectos positivos ao mesmo tempo que pondera e avalia todos os pontos negativos.

Repense sobre quais serão os feitos de todo esse estresse e ansiedade no futuro

Pergunte a si mesmo: como isso afetará minha vida daqui a um ano? Se não importa, não se preocupe. 

Esse questionamento pode libertar a mente de neuroses desnecessárias.

Busque ajuda profissional

Se o estresse e a ansiedade estão prejudicando a sua saúde, é uma boa ideia consultar um psicólogo. 

O tratamento fornece ferramentas para mudar certos comportamentos.

O estresse pode causar muitos danos ao corpo e à mente. Deve-se ter cuidado para evitar estresse e a pressão alta por falta de autocuidado. 

Preste bastante atenção e mude seu estilo de vida para um melhor prognóstico!

Conclusão

Precisa de ajuda para lidar com este problema e quer mais dicas? Deixe seu comentário aqui embaixo que te ajudaremos! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *