O site Pressão Alta é um portal de conteúdo de saúde e bem estar.

Pressão Alta Como Saber

Os principais sintomas de que você tem pressão alta

Quando a pressão arterial está muito alta, são comuns sintomas como tonturas, visão turva, dores de cabeça e pescoço.

Portanto, se você suspeitar que a pressão está alta, deverá medi-la em casa ou na farmácia.

Para medir a pressão corretamente, é importante urinar e descansar por cerca de 5 minutos antes de fazer a medição.

Vamos falar hoje sobre sinais e sintomas recorrentes da pressão alta para que você se mantenha em alerta. 

Quer saber mais? Continue a leitura.

Principais sintomas

Os principais sintomas que podem indicar que sua pressão está alta são os seguintes:

  • Enjoo;
  • Dores na nuca;
  • Dores de cabeça;
  • Zumbidos nos ouvidos;
  • Sonolência;
  • Pontos de sangue nos olhos;
  • Visão turva;
  • Respiração dificultosa;
  • Palpitações cardíacas.

Esses sintomas geralmente aparecem quando o estresse é alto. Nesse caso, você deve ir ao pronto-socorro ou tomar imediatamente um medicamento prescrito por um cardiologista.

Embora a hipertensão seja uma doença silenciosa, pode causar sérios problemas de saúde, como insuficiência cardíaca, derrame ou perda de visão. Portanto, é recomendável verificar a pressão arterial pelo menos uma vez por ano.

O que fazer quando a pressão estiver alta?

Quando a pressão sobe repentinamente e ocorrem dores de cabeça e no pescoço, sonolência, dispneia e sintomas binoculares, é importante tomar o medicamento prescrito pelo médico e descansar. É importante tentar relaxar.

No entanto, se a pressão permanecer acima de 140/90 mmHg após uma hora, recomenda-se ir ao hospital para injeção intravenosa de anti-hipertensivos.

Se a pressão alta não causar sintomas, você pode beber um copo de suco de laranja fresco e tentar relaxar.

Uma hora após a ingestão do suco, a pressão deve ser medida novamente.Se a pressão ainda estiver alta, recomenda-se ir ao hospital para fazer um exame para indicar a melhor forma de reduzir a pressão.

Tratamento para a pressão alta 

A hipertensão é uma doença incurável, mas pode ser controlada com o auxílio de medicamentos e mudança de hábitos e ter uma boa qualidade de vida.

Tratamento medicamentoso

Controla a pressão arterial e reduz o risco de doenças cardiovasculares. A pessoa pode usar o medicamento ao longo da vida, mas é importante seguir todas as orientações do médico e não parar se se sentir melhor e não precisar mais.

Veja quais medicamentos podem ser usados ​​para tratar a hipertensão:

  • Inibidores adrenérgicos;
  • Diuréticos;
  • Vasodilatadores;
  • Antagonistas dos canais de cálcio.

Mudança de hábitos

Mudar os hábitos alimentares e integrar-se a um estilo de vida saudável é importante para interromper o tratamento da pressão alta

Evite alimentos com alto teor de gordura, alimentos fritos, produtos processados ​​e bebidas alcoólicas.

Após avaliação médica, você também deve reduzir o teor de sal na alimentação e praticar exercícios regularmente.

Só um médico pode indicar a melhor forma de tratar a doença e discutir com ele a melhor maneira para você. Não se automedique.

Sintomas de pressão alta na gravidez

A hipertensão na gravidez afeta 5% a 10% das mulheres. É a principal causa de morte materna no Brasil e se divide em dois níveis:

Pré-eclâmpsia: sintomas

Geralmente começa a partir da 20ª semana de gravidez. Pode causar dor de cabeça, tontura, inchaço das mãos e rosto.

Eclampsia

É a forma mais grave da doença e pode causar convulsões, sangramento, perda da função renal, acidente vascular cerebral e até a morte de mulheres grávidas.

Alguns fatores de risco para pressão alta durante a gravidez: 

  • Primeira gravidez na adolescência; 
  • Hipertensão crônica; 
  • Pré-eclâmpsia de gravidez anterior; 
  • Diabetes; 
  • Doença renal; 
  • Trombose;
  • Doenças como lúpus e esclerodermia.

Os exames de sangue geralmente ajudam a diagnosticar a hipertensão na gravidez. O tratamento é feito com medicamentos, podendo a gestante internar para melhor acompanhamento e proteção do bebê.

Em alguns casos, os médicos poderão interromper a gravidez. Mas os médicos precisam avaliar todo o ambiente, como risco de morte ou sequelas graves da mãe e do bebê.

Conclusão

Precisa de ajuda para lidar com este problema e quer mais dicas? Siga a nossa página no Instagram clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *